Sendo um dos maiores eventos de cultura nerd e geek do centro-oeste, o Jam Nerd Festival aconteceu nesse final de semana de abril (9 e 10) e trouxe inúmeras atrações, novidades e oportunidades para quem procura grandes eventos em função de se aventurar em cosplays, campeonatos de games de luta e mostra de jogos brasileiros com desenvolvedores nacionais expondo todo seu trabalho com amor e dedicação.

Brasil, terra de indie: confira os jogos brasileiros no JAM Nerd Festival

O Jogazera conseguiu credenciamento para fazer a cobertura do evento e trazer para vocês algumas das principais novidades de tudo o que rolou lá, de Game Jam, campeonatos, cosplays até a estrutura do evento em si. Separarei em alguns tópicos – e em alguns dos casos, com entrevistas gravadas em vídeo. Confira:

Como é participar de uma Game Jam?

Maratonas incansáveis, noites sem sono, energéticos, muita paciência e força de vontade: esse são alguns dos elementos necessários para se aventurar numa Game Jam. Os participantes tem em torno de 34 horas para montar um game, o que envolve programação, arte, game design, sonoplastia…

Conversamos com o Felipe de Oliveira, um desenvolvedor que participou da Jam com mais quatro integrantes para fazer um game top-down shooter que acabou se tornando um survival top-down shooter por conta da mistura de ideias que surgiram ao longo do desenvolvimento. Confira:

Programação para crianças e adolescentes: conheça a Super Geeks

Que tal ensinar programação e robótica para seus filhos? Ou pro seu irmão pequeno e fazer as jogatinas incansáveis de Minecraft se tornarem um aprendizado de códigos e programação? Essa é a proposta da escola Super Geeks: aprender se divertindo. Utilizando metodologias sofisticadas com softwares e linguagem profissionais, essa se torna uma ótima opção para os pequenos se tornarem prodígios da área da computação e fazerem seus próprios jogos.

A Super Geeks está se expandindo no Brasil inteiro com várias unidades de ensino no país, como Rio, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Nordeste e Norte. Você pode conferir mais sobre a instituição dando uma olhada no site oficial deles.

Soft Combat: a recriação histórica das batalhas medievais

Sempre curtiu batalhas medievais, cruzadas e toda a ambientação que envolve essas lutas? A Legião Teutônica da Casa Germânica convida você a conhecer o Soft Combat, uma modalidade de luta com armamentos que remetem às antigas batalhas medievais: espadas, escudos e tudo mais. Entretanto, obviamente, sem a parte perigosa da coisa, pois todos os equipamentos são em borracha para evitar acidentes – fato que não compromete a diversão e a emoção de se aventurar.

Para saber mais como o Soft Combat foi idealizado e qual a sua proposta, além de conhecer melhor a Legião Teutônica, visite o site oficial deles e também acesse o fórum.

Muito talento e costura: assista ao desfile cosplay

Não seria um evento de cultura pop completo se não tivessem cosplays, certo? E foi o que não faltou. Pessoas do Brasil inteiro se reuniram para mostrar suas habilidades de costura e maquiagem ao fazer parte do concurso de cosplay que marcou presença no evento, com direito a desfile e tudo mais!

Apresentado pela Shermie (que já foi entrevistada aqui no site), você confere os cosplayers que participaram do desfile:


Jam Game Cup: campeonato dos seus jogos online favoritos

MOBA, FPS e jogos de luta: esses três tipos de jogos tem uma aspecto muito em comum, que são os campeonatos! Sem ficar de fora, o Jam Nerd Festival apresentou o Jam Game Cup, o torneio envolvendo equipes e jogadores profissionais que jogaram ao vivo no evento. Falando em jogadores profissionais, marcaram presença figuras históricas dos games de luta: Justin Wong, jogador profissional de Street Fighter pelo time Evil Geniuses; Kayane, jogadora profissional de games de luta que marca lugar no Livro dos Recordes como jogadora feminina mais bem sucedida em campeonatos profissionais de Street Fighter e Soul Calibur; e K-Brad, jogador também profissional de Street Fighter, integrante do mesmo time que Justin Wong.

Infelizmente as filmagens de algumas lutas não ficaram tão boas para serem editadas e enviadas ao canal. As partidas foram realmente empolgantes – tanto dos games de luta e MOBAs/FPS, aderindo a uma qualidade de alto parâmetro de competições nacionais.

DSCN1203

Eu (Mateus Alexandre) e o Justin Wong! 😀

Jovem Nerd e Matando Robôs Gigantes: o empreendedorismo no meio nerd

Marcando presença no evento, tivemos nomes de peso, como o Jovem Nerd e a galera do Matando Robôs Gigantes dando uma palestra super bacana sobre empreendedorismo na cultura nerd: como viver de um sonho? Como começaram?

Contando um pouco da experiência do início da carreira, confira um trecho da palestra em que eles falaram disso e mais um pouco:

A oportunidade de ter cobrido um evento desse porte foi uma experiência extremamente enriquecedora, tanto pelas entrevistas, atrações e encontro com as pessoas que conheci lá. O Jogazera se compromete a sempre trazer o melhor dos conteúdos a vocês e neste ano ainda tem mais!

A presença do Jogazera no evento foi um oferecimento do staff Jam Nerd Festival e da FDComunicação.