Code Vein enfim está entre nós! O aguardado novo jogo da Bandai Namco já está disponível e, graças ao acesso antecipado que tivemos do game, nós do Jogazera preparamos um pequeno Guia de Sobrevivência para te ajudar em sua jornada através desse mundo pós-apocalíptico repleto de sugadores de sangue.

Códigos de Sangue e Dádivas

Os Códigos de Sangue funcionam basicamente como as classes em jogos de RPGs tradicionais, alterando os atributos básicos do seu personagem como resistência e força. Já as Dádivas são habilidades ativas e passivas que possuem efeitos variados.

Um dos grandes trunfos de Code Vein é a possibilidade de alterar a classe equipada a qualquer instante, permitindo assim que o jogador experimente outras maneiras de jogar sem nenhum tipo de penalidade.

Inicialmente, as Dádivas são vinculadas à Códigos de Sangue específicos e, além das habilidades iniciais, é possível comprar outras nos Viscos (o equivalente das bonfires de Dark Souls) utilizando Brumas, a moeda do jogo.

A grande maioria das Dádivas possui uma pequena barra de experiencia que, quando preenchida, permite que o jogador a equipe independentemente do Código de Sangue que está sendo utilizado, dando uma maior liberdade na hora de criar uma build que se adeque ao seu estilo de jogo.

Dica 1: Compre e evolua o máximo de Dádivas possível, assim você terá um leque maior de recursos para enfrentar chefes e áreas difíceis.

Exploração e cautela

Os inimigos de Code Vein são cruéis e adoram emboscar os jogadores desavisados, tirando boa parte de suas vidas antes que haja tempo para reagir.

Dica 2: Avance calmamente pelos cenários e sempre espere por inimigos aparecendo de pontos cegos. 

Felizmente o jogo permite que o jogador tenha um companheiro ao seu lado na hora de explorar as áreas do game. Jogando online é possível ter a ajuda de outro jogador, mas, se preferir jogar desconectado, você pode escolher um dos NPCs controlados pela IA para lhe auxiliar em sua jornada.

Diferente da grande maioria dos games, aqui os companheiros são realmente úteis e pouco atrapalham seu progresso.

Outro ponto a se destacar é que os cenários estão repletos de itens escondidos, então às vezes vale a pena revisitar áreas para conferir se não deixou nenhum item importante para trás.

Dica 3: Fique de olho nos cenários para encontrar itens especiais escondidos como Vestígios (que são usados na obtenção de novas Dádivas) e Fatores de Extensão de Regeneração, que aumentam o número de itens de cura que seu personagem pode carregar.

Base de operações e persistência

De tempos em tempos, é sempre bom retornar a sua base de operações. Lá o jogador pode comprar itens e evoluir seus equipamentos com os vendedores.

Sempre converse com os NPCs, porque conforme você for avançando na história do game, eles lhe concederão seus próprios Códigos de Sangue, aumentando ainda mais o seu arsenal de Dádivas a serem usadas em combate.

Assim como jogos desse gênero, sempre que o jogador morrer, todo o seu estoque não gasto de Brumas será perdido e é necessário retornar ao local da morte para obtê-las novamente. Porém, na base, é possível visitar as Fontes Termais e assim recuperar metade das Brumas perdidas sem ter que voltar ao local de sua morte, mas para isso é necessário sacrificar a outra metade.

Dica 4: Abuse e use todos os benefícios de sua base de operações, evoluindo seus equipamentos e desbloqueando novos Códigos de Sangue.

Apesar dessas dicas, Code Vein continua sendo um jogo difícil, então é normal morrer por motivos bestas e perder um bom tempo apanhando pra um chefe.

Dica 5: Por mais clichê que possa parecer, tenha paciência e persista. Sempre que empacar em um dos chefões, analise-o, aprenda seus movimentos e prepare-se antes. Como dito anteriormente, não há quaisquer penalidades em mudar de classe, então mude de estratégia quando for necessário.