Em mais um capítulo da série Brasil – Terra de Indie, provamos que há indies de origens tupiniquins não só no computador — mas também nos celulares!

Cavar e andar. Andar e cavar. Essas são as duas únicas mecânicas que definem o gameplay do indie brasileiro Dig a Way, e embora pareçam pouca coisa, vos garanto que são mais do que o suficiente, já que se sustentam em um level design inteligente.

Desenvolvido pelo estúdio Digi Ten, Dig a Way é um jogo de puzzle cujo protagonista — um velhinho bem simpático — deve cavar até o final de cada caverna para coletar o máximo possível de tesouros no caminho.

dig-a-way-iphone

Como mencionei, a simplicidade na jogabilidade pode dar a impressão de que o jogo é raso, mas não demorará até que o game introduza cada vez mais novidades às fases, fazendo com que você pense em qual caminho deve tomar para conseguir recolher todas as riquezas antes de cavar até a saída.

Não para por aí: o level design também tem um grande papel na hora do jogador lidar com os adversários. Você pode se livrar de inimigos utilizando os próprios perigos da fase (como pedras gigantes), ou colocando-os para serem devorados por outros inimigos (!).

Com visuais cartunescos e jogabilidade que se mantém renovada — o que é, diga-se de passagem, um ponto muito positivo no mobile, onde muitos jogos se estagnam por manter o mesmo padrão —, Dig a Way já está disponível para iOS e chega ao Android no começo de 2016.