Após vender 1 milhão de unidades nas primeiras 24 horas do dia 15 de Novembro (apenas nos EUA e Canadá), e liderar vendas no Reino Unido com 250 mil unidades no primeiro final de semana, o PlayStation 4 chegou a marca dos 2,1 milhões de consoles comercializados mundialmente no balanço do mês de Novembro.

Quem deu a boa notícia foi o presidente e CEO Global da Sony Computer Entertainment, Andrew House, em comunicado no PlayStaion Blog na manhã desta terça-feira (03). Esse número é uma estimativa de vendas para o consumidor final, e não em unidades distribuídas para as lojas.

Continuaremos a introduzir novos recursos e serviços para o PS4 em meses e anos no futuro. Enquanto as capacidades do PS4 continuarão a evoluir, nosso compromisso com os gamers e o entretenimento de ponta continua firme. Acreditamos que os video games representam o auge da arte e do entretenimento e trabalharemos sem parar para fazer com que o PlayStation permaneça no topo“, declarou o CEO da Sony, Andrew House.

Enquanto isso, no Brasil, a história é bem diferente. O console começou a ser comercializado em terras tupiniquins dia 29 de Novembro, mesma data da Europa, mas aqui as vendas foram bem mais modestas. O motivo da falta de empolgação é simples: custando 4 mil reais, o PlayStation 4 brasileiro é o mais caro do mundo.