A Netflix está produzindo uma série de drama baseada na obra mais famosa de Andrzej Sapkowski, The Witcher. A série será baseada nos oito romances e outras coletâneas de histórias, que também serviram de base para os jogos feitos pela CD Projekt Red.

“Andrzej Sapkowski criou um mundo rico e memorável,” disse Erik Barmack, vice presidente da Netflix. “Nós não podíamos estar mais excitados em trazer isso para os membros da Netflix ao redor do mundo.”

“Estou empolgado que a Netflix esteja fazendo uma adaptação de minhas histórias, se mantendo no material base e nos temas em que eu passei mais de trinta anos escrevendo,” disse Sapkowski. “Eu estou excitado sobre nosso esforço conjunto, assim como o time reunido em trazer esses personagens à vida.”

A série está sendo produzida pela Platige Image, mesmas produtoras de curtas de The Witcher 2 e The Witcher 3. O estúdio também produziu o teaser de Cyberpunk 2077 lançado em 2013.

Sean Daniel e Jason Brown, produtores executivos de The Expanse, serão os produtores executivos de The Witcher. Tomek Bagiński e Jarek Sawko, da Platige Image, também serão produtores, enquanto Sapkoski servirá de consultor criativo para a série.

Fonte: Kotaku

Comentários

  • EEEEITA

  • Murilo Simm Haidamus Luis Claudio Junior

  • Deby Cabrini

  • coralo

    tb to esperando a serie do castlevania que prometeram em fevereiro.

  • João Lucas

    Não sei ao certo se eu gosto da ideia da netflix se basear no conteúdo base e não o do jogo, levando em consideração que o Andrzej ja se mostrou bem “cuzão” em relação a isso. Ao que me lembre, ele desconfiou de tudo sobre o jogo, e decidiu vender os direitos a preço cheio, ao invés de pedir royalities.
    final da história: a CDP Red conseguiu uma franquia milionaria e o andrew só se aproveitou do marketing do jogo, e ainda se recusa a ver o trabalho dela.

  • João Lucas

    Não sei ao certo se eu gosto da ideia da netflix se basear no conteúdo base e não o do jogo, levando em consideração que o Andrzej ja se mostrou bem “cuzão” em relação a isso. Ao que me lembre, ele desconfiou de tudo sobre o jogo, e decidiu vender os direitos a preço cheio, ao invés de pedir royalities.
    final da história: a CDP Red conseguiu uma franquia milionaria e o andrew só se aproveitou do marketing do jogo, e ainda se recusa a ver o trabalho dela.

    O pessoal que tá comemorando a série, esquece que boa parte da interpretação dos Jogos ” Witcher” é basicamente visão autoral da CD Projekt RED, e que portanto, quem espera uma série que traga a mesma experiencia de entretenimento, pode estar se enganando feio…

    Os Livros, serão fonte de enredo para a série, e além de serem “razoavelmente “diferentes do jogo, o pessoal esquece que boa parte da experiência de the Witcher são os elementos do RPG, Side Quests e Diálogos que, são na sua maioria exclusividade da DEV do game.

    Some isso a o Fator ” Netflix” de comercializar um Enredo e ” PUFF”, vc tem o produto que não espera.

    Tomara que eu esteja errado.