Uma das preocupações mais comuns a respeito de Sea of Thieves é a de que o jogo possa se tornar repetitivo após um curto período de tempo. A Rare, responsável pelo título, começou a abordar essas preocupações recentemente, e revelou detalhes sobre algumas das suas estratégias para manter o jogo vivo e interessante após o seu lançamento.

O último vídeo do estúdio (que segue abaixo) revela que o jogo continuará mudando bastante regularmente após ser lançado. Um dos exemplos disso é que os personagens do mundo de Sea of Thieves poderão inclusive fazer referências a uma campanha acontecendo no mesmo momento em que conversam com você.

Outra estratégia será a inclusão de algumas missões especiais, que serão escondidas de tempos em tempos no mundo do jogo, e só estarão disponíveis para quem encontrá-las primeiro. No exemplo dado pelos desenvolvedores, você poderá encontrar um mapa do tesouro escondido dentro de um livro. Se você pegar esse mapa e resolver executar essa quest, a próxima pessoa que chegar até esse livro o encontrará vazio. Isso faz bastante sentido na vida real, mas quando pensamos na proporção dos jogos online atualmente e na quantidade de pessoas jogando, ainda restam dúvidas se tais missões serão suficientes para atender a demanda de todos os jogadores ansiosos por novidades.

Ainda falando sobre os livros do jogo, os desenvolvedores também revelaram que alguns deles gravarão tanto as suas histórias quanto as de outros jogadores, o que significa, na prática, que você poderá encontrar eventualmente um livro contando algo que você fez um dia, como “E então, Fulano (insira seu username aqui) bebeu uma caneca de rum, desenterrou um tesouro e foi engolido por um tubarão”. Mais detalhes sobre o funcionamento desses livros não foram revelados. Resta aguardar e ver como todas essas funcionalidades se sairão na prática.

Sea of Thieves será lançado em 20 de março para PC (Windows 10) e Xbox One.

___

Via Game Reactor