Primeiramente, em seu anúncio, teve muita gente que apedrejou a Sony por causa daquela barra “horrível” de luz no DualShock 4, o controle do PS4. A situação ficou ainda pior quando veio a notícia que ela não poderia ser desligada, comprometendo o desempenho da bateria e todo aquela confusão. Mas algo que muitos não sabiam é que esse detalhe já havia sido planejado há tempos.

E planejado para o quê? Qual a justificativa de uma barra enorme de luz ao invés de um sinalizador de bateria e player 1, 2, etc? A resposta foi anunciada há algum tempo: Project Morpheus.

[quote align=’right’]Leia mais: Sony anuncia headset de realidade virtual: Project Morpheus[/quote]

Eu, pelo menos, não havia pensado nessa possibilidade. O conjunto de experiência PlayStation 4 já havia sido arquitetado para um headset de realidade virtual, mas não sabíamos até o presente momento. A barra de luz no controle existe justamente para operar em conjunto com o óculos, sendo possível a imersão no ambiente virtual.

Jed Ashforth, designer sênior da Sony Computer Entertainment da Europa, disse ao site TechRadar que a tecnologia estava implementada secretamente. “A luz de guia. Foi o nosso departamento que nos disse que precisaríamos daquilo ligado. Era para guiar o VR (realidade virtual). E quando toda aquela confusão estava pipocando há seis meses atrás, do tipo ‘a luz está refletindo na minha TV’, nós ficamos ‘ah, não!’ porque não podíamos falar para o que servia” disse Ashforth.

Project MorpheusNa atualização mais recente do PS4, houve apenas a possibilidade de diminuir a intensidade da luz, mas ela ainda (precisa) estar lá. Não é muita coisa, mas pode resolver parcialmente os problemas. E você, já havia deduzido que era por causa disso?

Fonte: DualShockers