Wildstar é um MMORPG desenvolvido pela Carabine Studios, uma empresa fundada em 2005 por dez ex-funcionários da gigante Blizzard que participaram do desenvolvimento do World of Warcraft Vanilla ( Clássico). Como vários players, fui presenteado com uma key para participar do Beta, que se iniciou na sexta-feira (25/04) e termina hoje(27/04). Seguem minhas primeiras impressões sobre o jogo:

Criação de Personagem

wildstar

Primeiramente você pode escolher entre duas facções: The Exiles: um grupo de rebeldes, refugiados e mercenários que buscam fazer de Nexus um novo lar. The Dominion: um poderoso império interestelar que pretende dominar Nexus. Cada grupo possui quatro raças específicas [one_half]

The Exiles

  1. Exile Human: humanos básicos, que são caçados pelo Dominion.
  2. Aurin: uma raça de tamanho menor, com grandes orelhas e um rabo característico, dominam a magia e estabeleceram em Nexus, seu novo habitat.
  3. Granok: um gigante bruto de pedra, que lembra o Coisa do Quarteto Fantástico. Líderes natos que foram expulsos de seu planeta nalta em guerra contra o Dominion.
  4. Mordesh: alienígenas de forma humanóide, com grande conhecimento de ciência e tecnologia que sofrem de uma doença degenerativa chamada “Contagion” e vieram a Nexus em busca de cura.

[/one_half] [one_half_last]

The Dominion

  1. Cassians: humano básico do Dominion.
  2. Draken: raça de humanóides lagartos brutais e agressivos. Vêem Nexus como um planeta selvagem onde podem mostrar seu poder, derrotando as companhias de mercenários do Exile.
  3. Chua: única raça que não tem diferenças entre macho e fêmea. São criaturas muito inteligentes e cientistas natos, dotados com grande aptidão mecânica e intuição estão em Nexus para explorar seus mistérios tecnológicos e testar seu arsenal no Exile
  4. Mechari: uma raça de robôs avançados que são frios, cruéis e calculistas dispostos a qualquer coisa para eliminar o Exile de Nexus.

[/one_half_last] Após a escolha da raça, você deve escolher sua classe:

  • Warrior: focados em combate corpo-a-corpo, tem acesso a um grande arsenal que varia desde adagas até espadas grandes de duas mãos, passando por armas e canhões.
  • Engineer: mestres em tecnologia e invenções, aptos a construir a artefato correto para resolver qualquer problema. Focados em armas de fogo.
  • Esper: ilusionistas que são capazes de forjar armas de energia para atacar seus oponentes, além de projetar imagens para inspirar e curar seus aliados.
  • Medic: especialistas em cura, são o suporte necessário para todos os outros combatentes se manterem vivos e atingir seus objetivos.
  • Stalker: utilizam de garras como armas principais e através de camuflagem, conseguem atacar várias vezes sem serem percebidos.
  • Spellslinger: uma combinação de pistoleiro com mago, usando duas armas e poderosas magias o Spellslinger mostra-se agil e mortal no campo de batalha.

Por último, deve-se escolher um Path, que irá determinar algumas missões específicas para a história do seu personagem,

  • Soldier: os soldados tem acessos à diferentes armas e possuem missões de eliminar os oponentes em Nexus
  • Settler: o colonizador tem como missão dominar a selvageria em Nexus adiquirindo companheiros em sua jornada
  • Scientist: o cientista está em Nexus para explorar sua fauna e flora, que se mostra exótica e perigosa. Através de um Scanbot, é possivel detectar inimigos e descobrir mais sobre suas propriedades.
  • Explorer: o explorador, como o próprio nome já diz, tem como missão explorar e descobrir tudo sobre Nexus, desde os mais remotos até os lugares mais inóspitos deste planeta.

Interface

wildstar3

A interface do jogo é simples e amigável, a barra principal de habilidades encontra-se centralizada na parte inferior da tela suas habilidades são liberadas conforme seu personagem sobe de nível. Logo acima existe um retrato de seu personagem junto com sua barra de vida, em verde, e seu escudo, em azul claro. À direita onde está escrito Taks, você irá encontrar suas quests ativas. Não há um direcionamento no minimapa, mas basta clicar sobre a quest que uma grande flecha azul  ou vermelha irá indicar a direção e a distância da região para dar prosseguimento em sua quest. Abaixo das Taks, temos o Datachrom, que fornece informações sobre as quests específicas de seu Path, como quests ativas e porcentagem do mapa completo, no caso do Explorer.

Combate

wildstar6

O combate segue a mesma linha dos MMORPGS, porém temos um fator de mira neste jogo, a barra azul logo embaixo do personagem mostra o alcance e a direção do golpe utilizadoe seu tempo de preparo é representado por uma sobreposição mais clara sobre essa barra. O mesmo ocorre com os inimigos, porém as áreas de alcance são vermelhas. Não basta selecionar o alvo e atacar para qualquer direção, deve-se alinhar a área com o inimigo. Elementos de esquiva estão presentes no jogo também, basta pressionar duas vezes qualquer uma das direções (WASD) e os pulos são ativados pela barra de espaço.

Habilidades

wildstar7

Cada classe possui três árvores de habilidades, no caso do Esper, Assault representa a árvore responsável pelo dano, Support possui habilidades de cura e Support contem as skills de controle dos inimigos, como stun, snare e outros. Cada habilidade possui um nível necessário para ser liberada, quando este nível for atingido você irá “comprar” a skill. Como no início do jogo o dinheiro é um fator limitante, deve-se priorizar suas escolhas, deixando algumas habilidades para depois. Além das habilidades principais existem os chamados AMPs: wildstar8

Essa árvore de outras habilidades irá direcionar o objetivo do seu personagem para uma build pura ou híbrida. Essa é a maior ferramente de customização e diferenciação de dois players em uma mesma classe.

Considerações Finais

As poucas horas que tive acesso ao beta do Wildstar me deixaram com altas expectativas em relação ao jogo full, que será lançado dia 05 de Junho e já está disponível em pré venda por US 59,99 a Standard Edition e US 74,99 a Digital Deluxe Edition que vem com alguns extras. Também é necessário pagar uma assinatura mensal de US 14,99, no mesmo modelo que World of Warcraft, Final Fantasy XIV e The Elder Scrolls Online. Tenho algumas curiosidades ainda quanto ao conteúdo PvE do jogo, que começa a ficar disponível a partir do nível 15. Essas foram minhas primeiras impressões do jogo, que vêm com um grande potencial. Nos vemos dia 5 de junho em Nexus.