Bravely Default, que estará disponível nas Américas a partir do dia 7 de Fevereiro – Mas com pré-vendas no Brasil datadas para entregar apenas no dia 22 de Fevereiro – é provavelmente um dos assuntos mais falados quando trata-se de lançamentos para a Nintendo como um todo.

Sucessor espiritual de Final Fantasy: The 4 Heroes of Light, foi lançado no Japão em Outubro de 2012, mas recentemente ganhou uma nova versão, intitulada For The Sequel (na qual as versões ocidentais se baseiam) e que trouxe junto uma intensa divulgação do nome.

E seguindo o fluxo, trago a vocês as minhas primeiras impressões comentadas da experiência com a versão de demonstração do jogo, disponibilizada na eShop da Nintendo. Vale ressaltar que não haverá conteúdo relacionado à narrativa do jogo, então todo o corpo de texto é livre de Spoilers!

[separator type=”thin”]

Um sistema de batalha complexo e simpático

Com uma leve renovação do sistema de combate em turnos, Bravely Default traz ao jogador dois novos conceitos essenciais na elaboração de estratégias de batalha.

Intitulados Brave e Default, estas duas opções definem bem como será a função de ação de cada membro do grupo.

Brave e Default são conceitos simples, mas que adicionam possibilidades maiores em batalhas.

Brave e Default são conceitos simples, mas que adicionam possibilidades maiores em batalhas.

O conceito do jogo consiste em um sistema que gira em torno de pontos denominados “BP”s.

Quando o personagem utiliza a função Brave, consome 1 BP, mas permite a realização de um movimento a mais no turno. Por outro lado a função Default deixa o personagem em instância de defesa, e reserva 1 BP, permitindo que o jogador vá guardando BPs para utilizar e ações futuras.

O sistema permite que o personagem utilize do Brave até ficar com pontos negativos em BP, mas consequentemente deixando-o inutilizável até que este valor retorne a zero.

As funções Brave e Default são muito interessantes no ponto de variabilidade nas técnicas utilizadas em batalha.

Agora um guerreiro pode atacar e ativar uma instância de proteção aos aliados, enquanto o White Mage pode curar sua equipe e remover envenenamentos e maldições no mesmo turno.

Um ponto interessante é que estas mesmas funções acontecem com os inimigos, que durante a versão teste, vi inúmeras vezes ativando habilidades de esquiva e atacando meus personagens em seguida.

Pode-se assumir então que, junto com um sistema diferenciado para batalhas em turnos, haverão desafios muito mais complexos.

Sistema de Classes diversificado

Assim como em Final Fantasy III (para Nintendo DS),  o jogador será dado uma lista de profissões possíveis para seu personagem, sendo elas variadas desde um simples Freelancer à uma Valkyrie. 

Cada profissão têm seu próprio nivel, e quanto mais um personagem usa desta profissão, mais níveis ela vai ganhando (de acordo com os JPJob Points – recebidos em batalhas). Cada profissão possui um papel diferente na equipe, e subir seus níveis desbloqueia diferentes habilidades.

Na tela acima podemos escolher comandos da profissão e habilidades suporte.

Na tela acima podemos escolher comandos da profissão e habilidades suporte.

Cada profissão possui suas próprias habilidades, sendo que magias em geral devem ser compradas em lojas especializadas do mapa para se disponibilizarem nas listas de magias.

Ao selecionar uma profissão, o jogador pode optar em ir à tela de equipamentos e de habilidades. Na tela de habilidades o jogador seleciona comandos de profissão e também habilidades suporte. Os comandos de profissão são habilidades comuns da classe selecionada, como por exemplo habilidades de magia negra são encontradas nas árvores de Black Magic.

Já as habilidades suporte são habilidades automaticas, como por exemplo bônus de +10% de HP, e podem ser selecionadas de diversas árvores separadas, porém com um custo limitado para cada personagem.

bravelydefault3

A tela de seleção de profissões é vasta e bem variada entre suas mais diversas classes.

Em suas funções, Bravely Default também apresenta a ferramenta de Abilinkque permite ao jogador tomar emprestado habilidades e níveis de profissão de personagens de seus amigos no 3DS.

As mais diversas possibilidades apresentadas apenas no sistema de classes e habilidades de Bravely Default são extremamente vastas e permitivas. O jogador tem em frente um leque muito aberto de opções para lidar com os desafios apresentados pelo jogo.

E é interessante ressaltar o lado que o jogo traz, ao permitir a interação entre personagens de amigos com os de seu jogo.

Pegar alguns pontos emprestados para completar alguma missão ou até mesmo elaborar uma estratégia de ultima hora.

Dito isto, Bravely Default vem se apresentando bem, com novas ferramentas que utilizam das capacidades do 3DS, menus que se exibem simplificadamente com as duas telas, sem perder conteúdo e adições em jogo para interações exteriores.

A utilização das funções de SpotPass e a lista de amigos definem bem que Bravely Default quer trazer uma experiência completa ao jogador.

Utilização das funções do 3DS

Bravely Default aproveita bem das capacidades do 3DS em diversas ocasiões do jogo. A possibilidade de invocar personagens de amigos para auxilio em batalhas, ou pegar pontos de habilidade emprestados são algumas destas funções.

O jogo ainda apresenta a possibilidade de colocar aliados para auxiliar na reconstrução da cidade. Sistema diferente, que trabalha com prazos de horas e que tem seu diferencial nas recompensas. Reconstruir a cidade significa, basicamente, que o jogador receberá mais benefícios ou acesso a um acervo de itens maiores quando visitar a loja restaurada.

Selecione a quantidade de trabalhadores, que influenciarão diretamente na velocidade de conclusão das restaurações.

Selecione a quantidade de trabalhadores, que influenciarão diretamente na velocidade de conclusão das restaurações.

A função Spotpass auxilia neste momento, permitindo que o jogador distribua personagens encontrados pelo sistema em operações de restauração de lugares da cidade.

O jogo também utiliza do 3D em seus mapas desenhados e coloca a visão do jogador em uma arte diferenciada. O traçado dos personagens ainda lembra muito o estilo da Square Enix, mas as funções com 3D dão um ar diferente ao jogo.

As diversas funções que Bravely Default traz com suas interações, sejam elas com o uso do Spotpass/Streetpass, ou da lista de amigos do 3DS tornam a experiência diferente e mais interessante.

Em alguns casos, a utilização de habilidades de personagens aliados podem facilitar as coisas em um momento de grande dificuldade do jogo.

Dificuldade esta, que é totalmente ajustável, pelo menos na versão demonstração. O jogador tem a possibilidade de selecionar se o time ganhará EXP após as batalhas, dinheiro ou até mesmo aumentar a chance de encontro com inimigos.

Ansioso e quer mais de Bravely Default? Aguarde o lançamento e confira mais notícias do jogo clicando aqui.