A Bethesda revelou mais alguns detalhes sobre a campanha de Fallout 76, incluindo as recompensas que o jogador terá acesso ao terminá-la.

Embora o jogo coloque uma forte ênfase nas funcionalidades multiplayer e de sobrevivência – quando anunciado, a Bethesda se referiu a ele como um “RPG de sobrevivência online” – isso não significa que o título se afastará dos elementos de história da série original, com a equipe de desenvolvimento do jogo esclarecendo que Fallout 76 ainda é “guiado por missões”.

As informações vêm da última matéria da Game Informer sobre o jogo, com os desenvolvedores revelando que o enredo da “missão principal” vai girar em torno do misterioso desaparecimento da Overseer da Vault 76. O diretor da Bethesda, Todd Howard, explica que “ela saiu antes de todo mundo”, deixando para trás instruções secretas para o jogador, que recebe uma transmissão dela ao deixar a Vault. Essa transmissão, e as instruções deixadas para trás, conduzirão os jogadores através do enredo principal do jogo – que terminará com eles ganhando acesso às armas nucleares de Fallout 76.

A inclusão de armas nucleares na campanha de Fallout 76 provocou uma enxurrada de perguntas após o anúncio inicial, com alguns jogadores preocupados com a possibilidade delas serem usadas ​​por trolls. A Bethesda mais tarde esclareceu que as armas nucleares só podiam ser usadas em certas áreas e que os jogadores seriam avisados ​​com antecedência, além de revelar que as áreas com armas nucleares receberiam itens mais valiosos (assim como inimigos mais perigosos). Agora, parece que os jogadores precisarão ganhar o direito de usar essas armas jogando através da missão principal do jogo, que é descrita como “uma longa história de várias partes que leva os jogadores através da Virgínia Ocidental” e exigirá um alto nível para ser completada.

Howard também foi rápido em afirmar que a tradição das missões secundárias ainda estará presente em Fallout 76. Assim como nos jogos anteriores, os jogadores serão presenteados com uma grande variedade de opções de como eles gostariam de jogar, com espaço para quem preferir gastar tempo completando missões secundárias do que seguindo a história principal. Os marcadores do jogo irão indicar onde as missões secundárias estão disponíveis, com Howard observando que, embora possa parecer “um pouco complicado”, a equipe queria ser “proativa” em guiar os jogadores em direção a conteúdos interessantes.

Fallout 76 será lançado para PC, PS4 e Xbox One em 14 de novembro. Uma versão beta será liberada em outubro e será aberta apenas para jogadores que tenham pré-encomendado o jogo.

Via IGN