O mestre Hideo Kojima liberou algumas informações interessantes sobre os próximos títulos da franquia Metal Gear Solid: Ground Zeroes e The Phantom Pain. Inicialmente, Kojima comenta sobre a decisão de criar um outro jogo a parte (Ground Zeroes) como um prólogo. Ele disse que os jogadores poderiam se sentir perdidos/sobrecarregados logo de cara ao se deparar com os acontecimentos em Phantom Pain envoltos num sistema de mundo aberto, com uma dinâmica completamente diferente abordada dos jogos anteriores da saga. Foi decidido então a criação de um precursor de todos esse acontecimentos, um primeiro passo para a grandiosidade de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain. Ground Zeroes, de acordo com Kojima, será uma experiência mais “compacta” e “controlada“. Infelizmente, Kojima não disse se os jogos vão ser vendidos juntos ou separadamente.

Metal-Gear-Solid-Ground-Zeroes-Wallpaper

 Durante a entrevista, Kojima explicou que nos outros jogos se esperava do jogador seguir um caminho linear/determinado colocando inimigos pré posicionados em certos lugares, onde sempre estariam ali. Porém, com MGSV, isso vai ser diferente. Os inimigos vão ser distribuídos e se colocar de maneiras aleatórias, o jogador poderá ser visto (“spotted“) num ângulo de 360º dependendo de suas ações e a maneira de se colocar no campo de batalha. Com esse novo detalhe, o jogador obviamente ficará mais exposto e vulnerável, Kojima decidiu colocar aquele clássico indicador (onde em jogos mais atuais de stealth são presentes) com um pequeno brilho para mostrar de onde e qual ângulo um inimigo está te vendo para que o player tenha noção de que ação tomar para evitar que seja descoberto. Uma dessas ações agora é outro famoso de outros jogos de tiro: o bullet time. Se o jogador for visto, o jogo entrará em câmera lenta para que se tenha uma “segunda chance” de fazer alguma coisa e evitar o alarme, como silenciar o inimigo que te viu ou coisa parecida. Fora as outras adições de como “taggar” inimigos e os ver pela parede (mostrando a estrutura esquelética do mesmo) que foi demonstrado nas demos mais recentes do game. Confira novamente a demo mostrada na TGS:

http://www.youtube.com/watch?v=6rFyKPRAHrA

E com todas essas novas adições ao game, você nem se pergunta e já afirma logo: “vai estar muito mais fácil“. Kojima responde: “Não.” O criador garantiu e afirmou que todas essas adições foram para balancear a estrutura de mundo aberto que o jogo terá, e que os níveis de tensão e adrenalina presentes no game não vai facilitar o jogo pra ninguém. Poderia ser até uma jogada de marketing, eu chutaria, mas vindo dele eu duvido muito.

Kojima abordou o assunto de focar e trabalhar no que está acontecendo no presente, e não nas questões do passado de “onde eu errei” e perguntas parecidas. Afirmou que quer reinventar a franquia, dando um toque de vida e fazer as experiências de um Metal Gear Solid de mundo aberto sejam únicas, para o jogador engajar na operação do jeito que desejar e como achar melhor em cada situação. Ele também expressou seu desejo de querer que o jogo seja interativo de qualquer lugar, seja para uma aplicação em smartphones e tablets (embora essa interação e detalhes dessa seja muito escassa ainda).

Outro ponto importante abordado foi a decisão de Kojima se aproximar mais de Naked Snake (Big Boss) do que Solid Snake. A explicação é simples: para ele, Big Boss tem muito mais um lado humano, tem mais emoções e é afetado por elas, dando um grau mais psicológico para todo o enredo. Solid, em contra-mão, é frio e “robótico”, pelo fato de ser um clone e não um humano completo. E é exatamente esse tipo de emoção que ele quer trazer para essa reinvenção de MGS. Embora o arco de história de Solid Snake esteja “fechado”, isso não impede o fato dele talvez aparecer em MGSV ou em algum jogo subsequente dando informações mais complementares sobre ele. Com todas essas novas informações, quem sabe ainda possamos ver no futuro os tão aguardados remakes de Metal Gear 1 e 2 (onde suas histórias são MUITO importante para o entendimento e completude da saga).

As informações param por aqui. Os games (Ground Zeroes e Phantom Pain) ainda não tem data de lançamento definidas. Fiquem ligados aqui no Jogazera para mais informações de Metal Gear Solid e muitos outros!