O Nintendo Switch está vendendo bem, mas o Nintendo 3DS ainda dá sinais de ter seu espaço garantido no ecossistema da Nintendo. O console portátil 3D está recebendo suporte intensivo da companhia até o final de 2018, e esse suporte supostamente continuará até que seus donos resolvam substituí-los por um Switch, em um sistema de “um console por pessoa”. Em outras palavras: por muito tempo ainda.

Em uma recém-publicada sessão de perguntas e respostas para investidores, o atual presidente da Nintendo, Tatsumi Kimishima, e o futuro presidente Shuntaro Furukawa, falaram sobre as receitas atuais da companhia e sobre seu futuro. Quando a dupla foi questionada se o 3DS poderia “coexistir” com o Switch, Kimishima disse que “sim”, já que ele prevê que os pais não comprarão um Switch – notavelmente mais caro – para cada criança numa mesma casa, como geralmente fazem com o Nintendo 3DS.

É fácil compreender o raciocínio de Kimishima. Neste momento, os sistemas Nintendo 3DS e 2DS são uma linha mais acessível de consoles. O conjunto mais simples do 2DS, que acompanha Mario Kart 7, custa menos de 80 dólares. O Nintendo Switch, por outro lado, custa 299 dólares sozinho, sem nenhum jogo.

A Nintendo tem planos mais robustos para o Nintendo 3DS até o final de 2018, com mais alguns poucos títulos prometidos para 2019. Os jogos principais da franquia Pokémon farão a transição para o Nintendo Switch, mas há a possibilidade de vermos mais jogos secundários lançados para 3DS, como o recente Detective Pikachu. E, graças a Atlus, o 3DS ainda está recebendo ótimos JRPGs, o que continua garantindo uma boa sobrevida ao portátil.

Lançamentos agendados para o 3DS

Você possui um Nintendo 3DS? Pretende fazer a transição para o Switch? Deixe seu comentário!

Via US Gamer