Como noticiado ontem, a marca The Last Guardian foi abandonada pela Sony, entretanto a empresa afirma que o ocorrido não passou de um erro administrativo e o jogo continua em produção.

Segundo declarações à GameSpot, a Sony revelou que a divisão americana da PlayStation não respondeu a uma notificação enviada em julho de 2014 pela United States Patent and Trademark Office, que notificava a necessidade de renovação da licença da marca The Last Guardian®.

Apesar de tudo não ter passado de um susto a empresa japonesa fez questão de informar rapidamente o que realmente aconteceu, pois o título em produção desde 2007 e anunciado oficialmente em 2009 vem causando angústia aos mais ansiosos devido a demora.

Fonte: VideoGamer Portugal