De acordo com Cory Barlog, diretor de God of War, os títulos single-player são, atualmente, uma fênix ressurgindo das cinzas na indústria dos videogames.

Apesar das discussões acerca de uma suposta morte do gênero single-player, de tempos em tempos vemos jogos reafirmando a importância desse formato e mostrando o quanto de apelo eles ainda têm junto ao público; o próprio sucesso de God of War é um exemplo disso. Para o diretor do jogo, Cory Barlog, esses comentários sempre vão e vem na indústria.

“Os jogos para um jogador são a fênix neste momento”, disse Barlog à IGN. “Nós passamos por momentos de alta e de baixa. Os jogos mudam graças às diferentes mentes criativas envolvidas que dizem: ‘eu tenho essa ideia maluca’.”

O assunto surgiu durante uma discussão sobre a última grande tendência de jogos no formato Battle Royale, em que títulos como Fortnite dominam o mercado, enquanto franquias tradicionais tentam encontrar maneiras de competir com o gênero. Para Barlog, esse é um desenvolvimento bastante normal, mas ambos os modelos sempre existirão lado a lado:

“Não se trata de uma competição entre multiplayer e single-player. Não é sobre nenhum deles estar vivo ou morto, certo? É o gato de Schrödinger. Nós estamos vivos e estamos mortos ao mesmo tempo. E sempre será assim (…), um fluxo e refluxo constante ao longo do tempo”.

Em termos de preferências pessoais, Barlog vai um passo além, acrescentando não estar interessado no modo multijogador competitivo – e agradecemos a isso, pois God of War poderia ter sido um jogo completamente diferente caso ele tivesse outra opinião. Mas, ao mesmo tempo, Barlog diz não ter nada contra jogos multiplayer ou quem gosta deles:

Eu não quero trabalhar em nenhum jogo que não tenha algum tipo de componente de história, porque esse é o atrativo para mim. A competição não me atrai. Não quer dizer que jogos competitivos são ruins, porque eu amo aqueles que existem, mas essa não é a minha praia”.

Enquanto Barlog reafirma sua preferência pelos jogos single-player, outras empresas, num movimento contrário, parecem se afastar do gênero e apostar todas as suas fichas no multiplayer. É o caso da Activision, que aparentemente irá lançar o próximo Call of Duty sem um modo campanha e com um componente de Battle Royale, seguindo a febre do momento.

E você, qual tipo de jogo prefere? Single-player ou multiplayer? Deixe o seu comentário!

___

Via VG24/7