A gente sabe que boa parte do público se sente representado nos games (ou simplesmente não liga pra isso). Mas e a minoria que deseja – com toda razão – poder se ver nos jogos? Em mundos que sejam tão plurais quanto o nosso realmente é – e não na mesma história repetitiva de sociedades desbotadas, binárias e sexistas?

Na terceira edição do Jogacast que é completamente LGBT friendly, discutimos esse e outros vários assuntos que remetem à gênero e representatividade nos videogames!

Para bater esse papo cabeça conosco, convidamos a ex-editora do Jogazera e querida amiga Ana Duarte (@acaduarte), o ilustríssimo amigo e game developer Giseudo Oliveira (@giseudo), além da galera do site que vocês já conhecem: Mateus Alexandre, Laureano Macalango e Renan Almeida. Com diversas opiniões, abrangemos vários exemplos de como os jogos se utilizam – ou não – dessa ferramenta para construir suas histórias e experiências.

Kojima curtiu isso

Participe do Jogacast! Tem alguma crítica, dúvida, ou gostaria de sugerir um tópico para discussão? Deixe-o nos comentários abaixo ou envie seu e-mail para podcast@jogazera.com.br e participe do grupo no Facebook Jogazuera.

Assuntos abordados

  • (00:00:00) Introdução
  • (00:02:00) Pauta central: Representatividade de gênero nos games
  • (00:56:47) Now playing: O que estamos jogando

Links relacionados

Assine