A franquia Saint’s Row teve seu primeiro jogo lançado no dis 29 de Agosto de 2006, exclusivamente para Xbox 360, apesar de terem planejado uma versão de PlayStation 3. o Saint’s Row teve uma boa recepção do público, porém, na época, o jogo sofreu várias comparações com o famoso Grand Theft Auto, por se tratar de um jogo mundo aberto, onde o nosso protagonista é de uma gangue.

Mas após isso, a Volition, produtora da série, decidiu colocar toques de humor nos seus jogos, e aí nasceu o Saint’s Row 2, que muitos até hoje consideram o melhor Saint’s, por ter uma dose equilibrada de humor e história. Mas após o lançamento de Saint’s Row: The Third foi quando a Volition abraçou a ideia de fazer sátiras com o seu jogo e não leva-lo tão a sério como a maioria faz.

Já em Saint’s Row IV, nosso líder da gangue atingiu a posição de maior poder no mundo: Presidente dos Estados Unidos da América. Antes disso tudo acontecer, você passa por uma nítida referência a Medal Of Honor: Warfighter, onde você precisa matar todos os terroristas em uma base, com direito até a fazer “breach door” que foi usado inúmeras vezes no Warfighter.

Assim que matamos o líder dos terroristas, precisamos desativar a bomba nuclear que eles lançam, esse momento é um dos que mais marca o jogo. Você precisa sair correndo para se sacrificar para salvar a humanidade, numa clara referência ao filme Armagedom, com direito a “I Don’t Want To Miss A Thing” do Aerosmith.

Após esse breve resumo, eu posso dizer que para quem gostou do Saint’s Row: The Third e esta inseguro sobre o IV, vale a pena pegar. Apesar da cidade se manter a mesma, o humor e as missões sofreram mudanças drásticas, tornando-o de fato um jogo bem diferente do anterior.