Se você, como eu, é um grande fã de jogos multiplayer (especialmente FPS), conhece muito bem esse tal de lag, ping ou latência, que são termos utilizados para definir qualquer tipo de atraso entre o seu comando e a resposta do seu soldado, jogador ou sei lá o que virtual.

O lag é um fenômeno absurdamente frustrante porque, pelo menos na sua cabeça, você enviou o comando na hora exata, e foi prejudicado pela sua conexão. Mas nem sempre isso é verdade, o caminho entre o seu tempo de reação e a resposta no jogo pode ser maior do que você pensava. Deixa que eu explico.

Primeiro, você demora algumas frações de segundos para receber a imagem, depois, demora um certo tempo para movimentar o controle/mouse, depois, o controle ou mouse tem um atraso para enviar seus comandos para o jogo, e finalmente, você vai demorar mais um tempinho para perceber que o seu comando foi corretamente reproduzido. Vamos usar um exemplo que fica mais fácil.

O exemplo

Veja e reveja este vídeo. Acredito que você já tenha reconhecido esse famoso local do mapa Dust2, de Counter-Strike, mas se não reconheceu, dê bem uma olhada nesta imagem. Repare na fresta da porta. Quanto tempo você acha que um jogador inimigo tem para matar outro que esteja apenas passando por lá? E mais importante, depois dele perceber que alguém passou pela fresta, quanto tempo demora para o jogo reproduzir o comando dele? Vamos analisar. Dica: para os preguiçosos ou sem paciência para muitos termos mais técnicos, pule para o resumo abaixo.

0,195 segundos, este é o tempo máximo para que o inimigo o veja passando pelas portas e tenha a habilidade para atirar com precisão nele. E quanto aos outros atrasos?

Bem, vamos considerar um ping médio de 0,03 segundos, que pode ser entendido por 30 ms ou até mesmo a famosa barrinha verde em jogos como Call of Duty. Quanto ao atraso do controle, consideremos um controle sem fio de Xbox One, que tem uma latência de 0,1 segundo. A título de exemplo, o caso mais comum seria uma televisão LCD/LED de 60Hz, que resulta em um atraso adicional de 0,022 segundos. Até então, temos 0,152 segundos (152 ms).

Tempo de Reação

Mas e quanto ao tempo de reação humano? Bem, tudo, absolutamente tudo, pode afetar isso: clima, umidade, estado emocional, alimentação, ansiedade, etc. Por exemplo, você com certeza é melhor jogando durante a noite do que logo após acordar. Entretanto, estamos em busca de uma média, e seguindo estatísticas de um teste de reação online que você mesmo pode fazer, usaremos 0,215 segundos (215 ms) para os cálculos, mas é possível alcançar 0,150 segundos (150 ms) se você for realmente bom e treinado.

Cálculos (ou resumo para os preguiçosos)

  • SITUAÇÃO MEDIANA: Conexão estável + Latência do controle sem fio de Xbox One + TV LCD ou LED de 60Hz + Reação humana mediana = 0,367 segundos (367 ms)
  • MELHOR SITUAÇÃO: Conexão muito rápida + Latência do controle com fio de Xbox One + TV LCD ou LED de 144 Hz + Excelente reação humana = 0,190 segundos (190 ms)*

*Considerando ping de 15 ms, latência do controle COM fio de 17 ms e TV com 8 ms de atraso.

eSports

Resumindo, apenas na melhor das melhores situações (e isso inclui um tempo de reação humana bastante raro) há alguma chance do jogador matar seu inimigo naquela fresta por reflexo, e não por sorte ou experiência de jogo. Mesmo neste caso, há uma margem de erro ridiculamente baixa e a precisão do tiro teria que ser impecável. Cá entre nós, é seguro dizer que isso seria impossível.

Existem até mesmo dietas, exercícios e substâncias (como a cafeína) que gamers profissionais utilizam em busca de um tempo de reação melhor, além é claro de planos de internet e equipamentos mais caros com tecnologias melhores.


E para nós, meros mortais, isso é necessário? A não ser que você esteja realmente empenhado em algum jogo, entrando no cenário semi-profissional ou profissional, não. Mas é importante para entendermos que o lag não é só da conexão, é também de nós mesmos – na verdade, a maior parte é culpa nossa. Eu sei, eu sei, às vezes a conexão não está ajudando mesmo, podendo bater os 300 ms, mas nem sempre né?

Se você ainda não o fez, teste o seu tempo de reação clicando na imagem abaixo para descobrir qual a sua parcela de culpa e, se quiser, compartilhe com a gente 😀 (a minha é de 225 ms).Reaction Time

Fontes: Human Benchmark, Forbes, VideoGamer, Men’s Health, Pink Freud.