Sabemos que indies são, muitas vezes, sinônimo de inovação e qualidade. O que não sabemos – ou passa batido – é que vários títulos com um enorme potencial e competência são de solo brasileiro. Kaze and the Wild Masks é a mais nova promessa do cenário.

Desenvolvido pela VOX Game Studio, Kaze and the Wild Masks é um plataforma side-scroller feito todo em um lindíssimo e bem trabalhado pixel art. O game remonta a jogabilidade e o level design retrô de jogos como Donkey Kong e Super Mario World, ao combinar mecânicas que auxiliam na exploração do mapa e a derrotar inimigos específicos.

O jogo conta a história de Kaze, uma coelha que vivia pacificamente em sua terra natal, Carrotland, até um meteoro de origem desconhecia atingir seu vilarejo e tornar todos as plantas do local em seres diabólicos e enfurecidos. Kaze se vê na posição de salvar Carrotland, derrotando seus inimigos das formas mais divertidas e criativas possíveis.

Kaze deve coletar diversas máscaras que a concederá novos poderes para transitar entre fases, derrotando chefões e assim salvar sua vila. Confira o compilado de features que o jogo terá:

  • Arte retrô que remete aos clássicos da era de 16-bits;
  • Animações feitas à mão;
  • Mecânicas refinadas e fáceis de se acostumar;
  • Progressão de dificuldade que escala a medida que você for jogando.

Kaze and the Wild Masks tem janela de lançamento para o primeiro semestre de 2019 e chegará para PC, PS4 e Xbox One. Você já pode dar uma força pros caras adicionando o jogo na sua lista de desejos do Steam.

Para mais informações, visite o site oficial do game e as mídias sociais da VOX Game Studio: Twitter / Facebook.