Em uma surpresa que veio do completo nada, a desenvolvedora de Destiny anunciou ontem que irá se separar de sua publisher Activision. Bungie irá manter os direitos de Destiny e irá publicar o game sozinha, tendo total controle dos lançamentos e futuros planos para a franquia.

A informação veio do blog oficial do estúdio e não esclareceu muito as coisas sobre os motivos desse ‘divórcio’ – apenas comentando que foram anos de muito aprendizado ao lado da Activision. Porém, decisões desse tipo não saem do nada. Era claro que a Activision não estava feliz com as últimas vendas da franquia, especialmente com expansão Renegados.

Desde seu primeiro lançamento em 2014, Destiny sofreu bastante com seu desenvolvimento conturbado e lançamento que beirou o desastre. Desde então, a empresa tentava remediar os problemas com expansões e patches, com parcial sucesso em Rei dos Possuídos e em Renegados.

Uma das maiores tensões entre as duas empresas foram os lançamentos anuais de Destiny, forçando a Bungie a apressar e compactar todo o conteúdo para manter o calendário. Sem mais essas restrições, o estúdio agora tem maior liberdade econômica e criativa sobre a franquia. O roadmap de Destiny 2 permanecerá o mesmo, com eventos sazonais e eventuais surpresas ao longo do caminho.

Via Kotaku