Neste final de semana em Brasília, o maior evento de cultura nerd e geek do centro-oeste do país reuniu vários desenvolvedores de diversas partes do Brasil para apresentarem seus jogos. Conhecido como Jam Nerd Festival, o evento conseguiu, em um dia, me impressionar com a qualidade dos jogos nacionais de uma maneira que paradoxalmente me entristece em razão da falta de reconhecimento dos desenvolvedores dentro do próprio território onde vivem.

Fantasia, desafio, aventura, cultura. Das ideias que presenciei até a execução de fato, trago a vocês um apanhado das obras que encontrei e dos desenvolvedores com os quais conversei (ótimas pessoas, por sinal). Fazendo um breve resumo de cada jogo, deixo aqui a entrevista realizada com alguns deles e seus respectivos jogos. A mostra dos indies foi trazida pela BRING.

Holodrive

O que aconteceria se a diversão de Mario Kart se fundisse com o dinamismo e rapidez de Quake num universo 2D? Essa foi a definição que os próprios desenvolvedores encontraram para Holodrive: um game que envolve multiplayer frenético de 4 contra 4 com várias armas, power-ups, customização de personagens e uma diversão que se afirma em cada minuto de gameplay. O game está a caminho do Steam e possui promessas de lançar no PlayStation 4.

Desenvolvido pela BitCake Studios, Holodrive atualmente faz parte do sistema Early Access do Steam pelo valor de R$20,00, onde será possível enviar seu feedback para os desenvolvedores em relação a bugs e experiência no geral. Também é possível conseguir uma cópia do game gratuitamente entrando na lista de espera no site deles, bastando clicar aqui.

* A entrevista com os desenvolvedores de Holodrive não consta no vídeo por motivos de problemas técnicos com a câmera.

Eternity – The Last Unicorn

Já imaginou um game parecido com Dark Souls na mitologia nórdica? Eternity traz isso e um pouco mais. Desenvolvido pela Void Studios, o game mescla diversos elementos de ação e aventura com dois personagens jogáveis em busca pela salvação do último unicórnio vivo e da imortalidade dos elfos contra uma terrível maldição.

Eternity está previsto para chegar ao PS4, Xbox One e PC e é empoderado pela Unreal Engine 4, que traz a garantia de belíssimos visuais. O game está em produção há quase dois anos e chega ainda no primeiro semestre deste ano.

Mana Spark

Gosta de jogos desafiantes? E roguelikes? E brasileiros? Mana Spark reúne esses três quesitos em um único game ao melhor estilo pixel art que vai exigir habilidade e extrema destreza do jogador, devido à inteligência artificial avançada dos inimigos (que trabalham em equipe), fases geradas aleatoriamente, itens aleatórios e o mais animador: morte permanente.

O game está sendo desenvolvido por uma dupla de brasileiros no estúdio Behemutt. O lançamento está previsto primariamente no PC, com a intenção de ser lançado em formato Early Access no Steam e, quem sabe, um futuro lançamento para os consoles. Confira mais sobre o jogo no site do estúdio e no devblog.

main_gif

Ninjin: Clash of Carrots

Coelhos ninjas num jogo frenético ao melhor estilo beat/shoot ‘em up? Ninjin é exatamente isso que aparenta e mescla os melhores elementos de jogos clássicos e modernos em mais de 50 fases com diferentes estilos de gameplay (atirando, cortando e quebrando tudo). Tudo isso também em um pixel art lindíssimo. Se pareceu animador é porque é, de fato.

O game está sendo desenvolvido pelo estúdio Pocket-Trap, que foi fundado em 2013 e traz um portfólio bem sólido de games. Ninjin está sendo produzido na engine Unity e chega para o PC, PS4 e Xbox One ainda neste ano.

Tiny Little Bastards

O que seria de um viking sem sua cerveja? Com muito humor e ação, Tiny Little Bastards conta a aventura de três irmãos por suas emblemáticas cervejas e que estarão dispostos a viajar o mundo para recuperar a bebida de goblins saqueadores de cevada. O game é um action-RPG ambientado num mundo 2D com vários personagens carismáticos, quests e uma mecânica super divertida.

O jogo está sendo desenvolvido pela Overlord Game Studio e já tem sinal verde no Steam Greenlight, além de contar com uma campanha de financiamento coletivo no Catarse, onde uma série de recompensas estão disponíveis para quem quiser colaborar com o game. O lançamento está marcado para PS4, Xbox One, PC/Linux em abril de 2017.

Eliosi’s Hunt

Que tal um pouco de sci-fi para dar novos ares à jogatina? É nessa temática que Eliosi’s Hunt se baseia. Eliosi, o alienígena que sonha em se tornar um caçador de recompensas, terá que superar tarefas nada fáceis até conseguir o posto. Ambientado num universo original e com visuais belíssimos, o game é um misto de shooter e plataforma com câmera top down.

O projeto da TDZ Games usufrui da Unreal Engine 4 e tem lançamento marcado para agosto desse ano no PC, PlayStation 4 e Xbox One. O game está no Steam Greenlight para aprovação e precisa do seu joinha! Confira mais detalhes no site da TDZ Games.

Essa foi uma pequena amostra de todo um universo de jogos independentes brasileiros que marcaram presença no evento. Dê o seu apoio, compartilhe com os amigos, mostre interesse em colaborar com a indústria nacional de games, onde existem tantas ideias, execuções e jogos maravilhosos.

A presença do Jogazera no evento foi um oferecimento do staff Jam Nerd Festival e da FDComunicação.