A Blizzard publicou na tarde dessa quinta (25) uma atualização trimestral sobre Diablo IV comentando um pouco mais sobre diversos aspectos do desenvolvimento do game, assim como novas imagens tiradas diretamente do jogo.

Um dos pontos que vale a pena ser comentado é a narrativa. Luis Barriga, um dos diretores do time de criação de Diablo IV, diz que “alguns pontos evoluíram na apresentação da narrativa de Diablo IV. Em primeiro lugar, temos os diálogos. Em D3, contávamos com painéis de interface com o nome e o retrato do personagem. Estamos experimentando uma combinação de câmeras coreografadas manualmente e geradas por ferramentas para lidar com os diálogos.”

Ele comenta que essa nova estrutura para contar a história de Diablo IV permitirá apresentar momentos complexos da narrativa enquanto eles mantem os jogadores no mundo o máximo possível. Confira uma dessas interações em ação:

“Uma câmera aérea mais próxima nos ajuda a fornecer momentos de histórias simples.”

Luis Barriga também comentou sobre as cenas em tempo real, iguais as que foram mostradas na demonstração da BlizzCon do ano passado. Nelas os desenvolvedores assumem a câmera para dar um tratamento mais cinematográfico à história. Isso acontecerá nos momentos mais importantes da narrativa. Confira abaixo duas imagens livres de spoilers que usam esse tipo de câmera:

Uma das maiores novidades que Diablo IV trará será o mundo aberto de Santuário. Nele, enquanto você pode se concentrar em seguir a campanha principal do jogo, haverá uma grande variedade de conteúdo para você explorar e descobrir. Os jogadores poderão dar uma relaxada da campanha principal no momento que quiser para explorar, forjando itens, enfrentando outros jogadores em um modo PvP ou até mesmo fazendo algumas missões opcionais.

Mesmo tendo essa diversidade de coisas para se fazer, Luis Barriga comentou que o que a equipe de teste do jogo mais gostou foram os Acampamentos. Ele explica que os Acampamentos são “locais importantes que foram tomados por inimigos. Depois de liberados, tornam-se postos avançados aliados com NPCs e um marco de senda. Apesar de cada acampamento ter uma história, a maior parte da narrativa é visual e as missões não enviam você diretamente aos acampamentos.” Em outras palavras, será necessário explorar bem o mapa do jogo para desbloquear esses lugares.

Também será possível obter montarias! E pelo que parece a interação delas com o jogo será bem interessante, pois apesar dela acelerar sua viagem pelo mundo aberto de Diablo IV, ela não banalizará as viagens nem os combates.

Quanto ao multiplayer a Blizzard já deixa bem claro que não é para esperar algo similar a um MMORPG, não por limitação técnica, mas sim pela filosofia do jogo, afinal, um mundo em que você vive encontrando outros jogadores não parece ser tão aterrorizante assim.

As dungeons e a história serão sempre privados, ou seja, somente você e seu grupo poderão acessa-las. Entretanto, será possível encontrar outros jogadores nas cidades quando você chegar em um momento da história em que essas cidades se transformem em HUBs sociais. Também há a possibilidade de você esbarrar por um ou outro jogador enquanto está viajando de uma missão para a outra. E, por fim, será possível encontrar um grupo maior de jogadores quando estiver acontecendo algum evento do mundo.

A Blizzard também melhorou as ferramentas de matchmaking, facilitando a vida de jogadores que estão procurando por grupos, seja por sua atividade ou pela sua proximidade no mundo do jogo.

Achou interessante? Então dá uma olhada na postagem original feita lá no site da Blizzard que eles contam muito mais detalhes sobre Diablo IV.