Um dos destaques no estande da PlayStation na Brasil Game Show de 2016, ao lado da experiência de VR, foi o novo exclusivo Horizon Zero Dawn, que contava com dez estações para o experimento de uma demo.O Action RPG desenvolvido pela Guerilla Games mistura os temas pós-apocalítico, robôs e dinossauros.

A protagonista da aventura chama-se Aloy, uma adolescente que vive em uma das tribos espalhadas pelo mundo e que ainda preservam a raça humana, que não domina mais a Terra. Em um futuro de mil anos vemos o planeta tomado novamente pela natureza e por super máquinas que formam uma fauna rebótica interligada com os novos ecossistemas da Terra, cada máquina possui uma função no meio ambiente e traz riscos e oportunidades à Aloy.

Horizon Zero Dawn (2)

A demonstração disponível nas estações durou menos de dez  minutos, mas foi mais do que suficiente para mostrar que o desenvolvimento do jogo está no caminho certo. Duas missões foram dadas, primeiro foi necessário abater furtivamente as  máquinas conhecidas como sentinelas, que possuem o papel de resguardar rebanhos de outras espécies, pois justamente após esta tarefa foi preciso caçar uma criatura com forma de touro que nos serviu de montaria.

Após montar na máquina temos mais alguns minutos para observar a paisagem, a ambientação está muito caprichada e oferece diversas alternativas para cumprirmos as missões, assim a demonstração acabava, porém vamos aos detalhes que farão a diferença na experiência de jogar Horizon Zero Dawn.

horizon-zero-dawn-ps4-bgs-jogazera-1

Após inverter o eixo Y, possibilidade que agradeço existir na maioria das demonstrações que joguei na BGS, pude me familiarizar rapidamente com os comandos de movimento, exploração e combate de Aloy. A jogabilidade é extremente intuitiva, não tive dificuldade alguma para aprender a utilizar as armas e variações de munição que Aloy carregava, após poucos minutos pude compreender a finalidade que cada item.

O combate é basicamente à base de arco e flechas, com disparos e ataques corpo a corpo com o arco, há também estilingues e um disparador de cabos que prendem o alvo ao chão. Os estilingue dispara bombas incendiárias e de pulso eletromagnético para afugentar ou paralisar as máquinas, apesar da sociedade viver de forma primitiva nossa protagonista possui artefatos tecnológicos que adquiriu como herança de seus antepassados.

Para trocar de armas e munições basta entrar em menu rápido, mesmo em meio ao combate ou exploração, e, com o analógico esquerdo selecionar o que precisa. Tal possibilidade colabora com a velocidade de movimento e combate, Aloy é enérgica e seus oponentes são fortes e velozes, portanto apesar de ser fácil o controle sobre a personagem e seus equipamentos as lutas podem ser muito desafiadoras.

É surpreendente como o jogo se comunica com o jogador em uma tela praticamente limpa de informações, trazendo ícones muito bem desenhados somente para mostrar o que é necessário. O visual do jogo é lindo de encher os olhos, em um ambiente vasto e diversificado a natureza possui movimento, cor e ótimas texturas. Nossa personagem, outras pessoas e as super máquinas possuem caracterizações e expressões bem detalhadas também.

horizon-zero-dawn-ps4-bgs-jogazera-3

Horizon Zero Dawn tem um gameplay fluído e prazeroso, qualquer jogador casual pode aproveitar o jogo, porém os mais empenhados poderão progredir com a satisfação que um game deve proporcionar. Longe de ser considerado fácil ou simples, o jogo é bem feito e recompensa o player com uma experiência ótima. Claro que isso foi sentido em uma simples demo, mas é o que enxergo para a versão final do jogo, espero não ser consumido pelo hype e que o projeto cumpra com as expectativas que temos para ele.

A demonstração disponível na Brasil Game Show 2016 é uma versão encurtada do gameplay que pode ser visto abaixo.

A  missão de Aloy é vasculhar as ruínas da humanidade e descobrir o que aconteceu e como colaborar como desenvolvimento das tribos. Ela encontrará rivais em meio as máquinas e em meio aos seres humanos também. A aventura está marcada para chegar exclusivamente ao PlayStation 4 no dia 28 de fevereiro de 2017.