Análise – Yoshi’s Crafted World

Yoshi’s Crafted World é simplesmente adorável. Ele é cheio de criatividade, com cenários muito bem construídos e um ritmo de jogo totalmente relaxante. Exatamente o jogo que eu precisava depois de sofrer e passar raiva em Sekiro. 

Uma grande parte da magia do jogo se dá na construção dos seus cenários. Cada fase é construída a partir dos mais diversos materiais que você pode encontrar na sua casa. Rolos de papel, caixas de suco, cereal e outros objetos de papelão, e muita fita adesiva. Tudo colado, grampeado ou encaixado para montar o caminho que Yoshi irá percorrer. 

Diferente de outros plataformas clássicos, nos quais você joga várias fases de poucos temas, aqui você vai jogar poucas fases de vários temas, com uma grande variedade de cenários, fazendo com que o jogo não fique cansativo ou repetitivo. O jogo está disponível também na Loja Nintendo.

Essa análise foi feita com uma versão cedida pela assessoria da Nintendo

A mecânica de plataforma é o centro do gameplay aqui. Como nos outros jogos do Yoshi, você pode dar aquela pequena flutuada com seus pulos e comer os inimigos para transformá-los em ovos que, então, serão usados como munição para descobrir segredos e avançar em alguns pontos do cenário. A principal diferença é que você pode controlar onde quer jogar seus ovos agora e até consegue atingir outras camadas da tela, quando algum objeto interessante estiver mais à frente ou no fundo dos cenários.

Os objetivos de cada fase (além de terminá-las) estão em encontrar as flores espalhadas e não tão escondidas assim e coletar as moedas vermelhas (que darão um pouco mais de trabalho, pois algumas estão bem escondidas). As flores vão ser usadas para desbloquear os novos mundos, mas acredito que você não vai precisar voltar em nenhuma fase para caçar flores esquecidas, visto que os requerimentos são sempre bem básicos. 

Quando você terminar um mundo, você pode revisitá-lo para procurar por itens específicos que o NPC responsável por aquela região irá te pedir. Fazer 100% do jogo pode ser um pouco cansativo, pois vai requerer que você jogue cada fase diversas vezes.

A outra mecânica que incentiva você a revisitar os cenários é que todos eles possuem uma versão reversa, onde você vai jogar o nível de trás pra frente, procurando pelos três filhotes de Poochi e tentando terminar o estágio em um tempo pré-estabelecido. Para isso, a câmera vai estar na perspectiva oposta do cenário, dando visibilidade a toda a arte, fitas e materiais usados para construir os adoráveis cenários. 

É bem legal observar cada item e como eles se encaixam para montar o caminho que você acabou de percorrer (mas sem perceber o que realmente estava ali). Cada nova fase se reinventa, colocando uma pequena mecânica que vai ser explorada naquele cenário. Algumas delas são tão diferentes que vão te colocar dentro de um pequeno grande mecha, no formato do nosso dinossauro verde. Não vou estragar a surpresa aqui contando tudo o que você vai encontrar, pois grande parte da magia do jogo está em descobrir essas pequenas coisas.

As lutas com chefões também são bastante divertidas e a suas apresentações simulam um filme de stop-motion, mostrando sua construção com materiais que você mesmo poderia fazer.

As moedas que você coleta em cada estágio, podem ser usadas como fichas para obter algumas armaduras para o Yoshi. Essas armaduras não trazem nenhuma diferença para o gameplay, a não ser uma pequena proteção. Caso seu personagem leve dano suficiente, ela será destruída pelo restante do cenário. Essas armaduras também contribuem para que o jogo seja incrivelmente adorável. 

Quem não gostaria de ver o Yoshi vestido dentro de um carrinho?

Resumo

Yoshi Crafted World é uma bela experiência, com aproximadamente 8 horas divididas entre os mais diversos cenários, construídos depois de uma boa compra na papelaria. O jogo é adorável e traz o charme da desenvolvedora Good-Feel, responsável por Yoshi’s Wooly World e Kirby’s Epic Yarn. 

A história básica e tradicional se dá apenas como motivação para que os Yoshis saiam de sua ilha para buscar as gemas espalhadas por Kamek e Bowser Jr. O clima tranquilo e sua baixa dificuldade fazem com que o jogo seja extremamente relaxante e perfeito para algum momento casual, onde você só quer um pouquinho de diversão. 

A trilha sonora, infelizmente, é um pouco repetitiva e consiste na mesma batida repetida com instrumentos diferentes, a depender do cenário. Yoshi’s Crafted World usa e abusa da sua criatividade, desde a construção dos níveis até à introdução de uma pequena variação nas mecânicas para fazer cada fase única e divertida.

 

Análise: Yoshi's Crafted World é adorável e tranquilo
Gameplay leve e divertidoCenários extremamente variados e criativos
8Valor Total
Votação do Leitor 0 Votos
0.0