Análise – Senran Kagura: Peach Beach Splash 

Fiquei alguns minutos pensando em como começaria essa análise. Digamos que o título em questão é deveras peculiar para ser introduzido de qualquer forma. Aliás, a escolha de palavras durante esse artigo pode soar, a todo o instante, como uma tentativa de duplo sentido. Juro que o “introduzido” utilizado anteriormente não teve essa intenção.

Senran Kagura: Peach Beach Splash é um spin off da popular saga Senran Kagura, famosa na terra do sol nascente – e um tantinho pra cá no ocidente – por ter personagens poderosas e, como dizer… volumosas.

Diferente da série principal da franquia, neste game entramos em um universo voltado para o FPS. Aqui, as shinobis de Senran Kagura abrem mão de suas habilidades ninja para atirar em suas adversárias da forma mais exótica possível: Com armas de água.

Atrativo aos olhos

Se você conhece a Marvelous, empresa responsável pela publicação de Peach Beach Splash, já deve ter ouvido falar no produtor Kenichiro Takaki. Conhecendo o cara ou não, ele é um grande apreciador de faroeste e um fã declarado de games como Call of Duty e Battlefield. Seu gosto pessoal acabou sendo uma grande influência para a criação deste jogo, que traz combates bem semelhantes ao que vimos nos jogos citados – além de uma clara influência de Gears of War e Splatoon.

Diferente do faroeste, em “Senran Kagura PBS” não vemos caras armados até os dentes, prontos para aniquilar seus adversários na base da bala. Como eu já te adiantei, aqui o foco é molhar suas adversárias.

As vistosas e pouco vestidas personagens utilizam de armas de água e jetpacks para batalhar umas contra as outras em casas de banho. Aqui o visual é muito importante, apesar de simples: roupas de banho o mais decotadas possível e… só. É, só isso mesmo.

Tudo gira em torno de um misterioso torneio chamado Peach Beach Splash Tournament. A história do jogo é contada através de uma espécie de programa de TV que nos apresenta ao universo desse torneio. De uma forma bastante nonsense, o campeonato é descrito como uma tradição ninja antiga, onde nos primórdios as ninjas já lutavam com armas de água improvisadas, nessa competição onde os poderes são proibidos.

É, meu querido, aqui o lance é molhar e molhar. E, se você for habilidoso, pode conseguir derrubar os biquínis das adversárias.

Sim.

Isso mesmo que você leu.

Mas se isso te deixou animadinho, se acomode na cadeira. Ainda não cheguei na parte mais insana.

Um jogo para os fãs, que te diverte até certo ponto

Claramente a principal motivação no desenvolvimento deste spin off foi um só: o fan-service. Sabe, aquelas coisas que os produtores fazem só pra agradar a galera que curte o conteúdo? Então. É isso ae.

Se você é um entusiasta da série Senran Kagura, talvez Peach Beach Splash seja a realização de um sonho. O jogo reúne personagens da saga, fazendo uma espécie de Super Smash Bros da safadeza. O jogo vai tão longe nessa coisa de agradar os seus fãs, que existe uma função com o único intuito de fazer o jogador “aproveitar” as personagens.

Não entendeu? Calma, eu explico.

No menu principal existe um sub-menu onde você entra no vestiário do campeonato. Lá você pode passar um tempinho com as suas personagens favoritas e, pasmem: Existe um comando onde, utilizando os direcionais, você pode apalpar, alisar e acariciar o corpo das meninas. Conforme você vai brincando com elas, o nível de afeto sobe. É tipo aquela função bonitinha que você alimenta e brinca com seus Pokémon, sabe? Então, só que não é bonitinho – e, convenhamos, bastante estranho.

Fora essas insanidades, o jogo possui um modo história offline e o multiplayer. Dentro do modo história existem várias categorias diferentes, com desafios onde você, na maioria das vezes, fica resumido a enfrentar a IA do jogo. O single player não é muito desafiador, mesmo jogando no nível mais difícil – fora o fato das personagens aliadas serem extremamente estúpidas e, na maior parte do tempo, você não recebe muita ajuda.

O destaque fica para o multiplayer. Dependendo da hora que você está logado, você pode encontrar muitos jogadores nos servidores e fechar equipes para disputar as partidas. Online existem várias modalidades diferentes, a maioria vista em games de FPS padrão. No multiplayer, você terá a chance de derrotar seus adversários, molhando eles até não dar mais e quando eles forem derrubados você molha MAIS AINDA, até remover suas roupas. É tipo um fatality. Só que… ah, me faltam adjetivos.

Jogando acompanhado, Peach Bleach Splash pode te oferecer algumas horas de diversão – mas tenho certeza que a maioria vai preferir jogar sozinho.

Vale a pena?

Senran Kagura: Peach Bleach Splash, é um jogo simples e com o intuito de agradar aos fãs da franquia Senran Kagura.

Se você não é um conhecedor da série, pode aproveitar algumas horas de divertimento no multiplayer, apesar de nem sempre conseguir encontrar jogadores. Se é um fã, certamente ele traz um prato cheio de referências, personagens e o principal: Realiza alguns desejos ocultos.

Fora isso, se você curte apreciar beldades animadas e jogar um jogo um tanto quanto caliente, Senran Kagura pode ter um significado a mais pra você. Se for encarar o desafio dessa forma, separe suas toalhas, roupas de banho e divirta-se.

Esta análise foi realizada com base na versão de Playstation 4 Regular gentilmente cedida pela distribuidora. Senran Kagura: Peach Beach Splash está disponível exclusivamente para usuários do PS4.

Senran Kagura: Peach Beach Splash
Gráficos bonitosMultiplayer divertidoMuitas opções de personalização
Modo história bastante fracoInteligência artificial deixa a desejar
7.5Valor Total
Votação do Leitor 7 Votos
5.8