Análise – Mario + Rabbids Kingdom Battle

Quando a inusitada mistura de Mario e Rabbids foi anunciada, confesso que não fui muito atraído pela ideia. Porém, durante a apresentação da Ubisoft na E3, fomos todos surpreendidos pela jogabilidade que combinava XCOM com Mário e o caos dos Rabbids. O jogo conta com um excelente senso de humor e jogabilidade inovadora.

O caos está instalado

Após uma interessante introdução, os Rabbids instalam o caos característico de sua espécie em Mushroom Kingdom, é uma missão para Mario, Luigi, Peach, Yoshi e seus respectivas versões Rabbids (que aparentemente não são tão insanos quanto os outros) restaurarem a ordem e impedir que essas pequenas criaturas dominem o mundo.

O bom humor é claramente uma das características de destaque do jogo, com diversas piadas como a Rabbid Peach tirando selfies em todos os momentos ou o Rabbid Mario tentando constantemente impressionar a Princesa. Há também outros pontos de interesse com diversas piadas e referências espalhadas pelo mapa. Apesar de não falarem nenhuma palavra compreensível, os Rabbids são dotados de uma personalidade única que só deixa o jogo mais divertido e leve.

Mario Rabbids

Movimentos friamente calculados

Os combates são como os jogos de estratégia por turnos: você deve mover seu personagem para a melhor posição que o permita realizar um ataque nos inimigos. Não há muitas complicações para determinar a chance de acertar um ataque no adversário, se ele estiver em uma meia cobertura a chance é de 50% e se ele estiver atrás de uma parede, seu tiro com certeza a acertará, podendo destruí-la.

Os personagens também possuem armas secundárias que funcionam diferente das armas de fogo principais, mas possuem um cooldown de 1 turno. Além das armas, há também duas habilidades de suporte que podem ser cura dos personagens ou alguma melhoria temporária em dano ou movimentação.

A grande mecânica do jogo está na movimentação dos personagens. O movimento é restrito a uma área e não ao número de quadrados que o personagem pode andar, como em outros jogos de estratégia. Também há a possibilidade do personagem passar uma rasteira nos inimigos, se eles estiverem dentro de sua área de movimento (o dano causado e a quantidade de inimigos atingidos varia de acordo com os personagens). Não importa se o oponente está do outro lado que você deseja posicionar os membros de seu time, se ele estiver na área permitida para movimentação, o personagem poderá ir até o inimigo, aplicar o golpe e voltar para o ponto desejado.

Outro recurso que deixa o jogo ainda mais dinâmico é a possibilidade de ganhar um pequeno impulso dos companheiros de equipe, resultando em um salto que pode aumentar a área alcançada pelo personagem ou colocá-lo em níveis superiores do mapa. Um dos grandes problemas de Mario + Rabbids que pode causar certa frustração é a falta de confirmação ao finalizar uma ação de movimento ou ataque. Assim, qualquer erro de movimentação pode deixar o personagem exposto e até perdê-lo.

Uma série de coletáveis e desafios

O jogo te leva por 4 mundos diferentes, dividido em pequenos estágios com uma ou duas batalhas. Para cada batalha há duas condições que precisam ser cumpridas, o número de turnos e os personagens ativos no final da luta. Se as condições forem atingidas para todas as batalhas, as recompensas dadas ao final do estágio são maiores.

Em cada mundo, existe um chefe intermediário e um chefão final, essas batalhas são extremamente diferentes das outras que você irá enfrentar e cada um possui uma mecânica específica para ser derrotado. Sem entrar em spoilers, mas gostaria de destacar o chefe final do terceiro mundo (quando você chegar nele, saberá do que eu estou falando).

Também existem diversos puzzles espalhados pelo mapa, que escondem coletáveis como armas, músicas e itens de arte em geral. Ao final de cada mundo, você ganhará uma nova habilidade, que o permite voltar aos mundos anteriores e resolver os quebra-cabeças para encontrar mais colecionáveis escondidos. Após o final do capítulo, os desafios são liberados. Desafios são pequenas batalhas que precisam ser cumpridas em condições extremamente específicas e fornecem pontos de habilidade e moedas.

Resumo

A combinação inusitada de Mario + Rabbids é uma excelente surpresa para os donos do Switch. A fluidez das batalhas, causada pela dinâmica de movimentação faz com que o jogo seja rápido e leve.

Apesar de algumas frustrações por selecionar o movimento ou o ataque errado e perder uma batalha por isso, o saldo é extremamente positivo. O humor e o tom satírico dos Rabbids também contribui para deixar a experiência mais divertida e interessante.

A análise de Mario + Rabbids: Kingdom Battle foi realizada com base na versão de Switch gentilmente cedida pela assessoria de imprensa da Ubisoft.

Análise: Mario + Rabbids Kingdom Battle é uma mistura inusitada que deu muito certo
Sistema de movimentação inovadorBom humor contribui para a leveza do jogo
Falta de confirmação das ações pode causar problemas durante a batalha
9Valor Total
Votação do Leitor 0 Votos
0.0