Após um acidente com a nave M.O.M., o robozinho B.U.D. está de volta para explorar um novo planeta em busca das peças para consertar sua nave, além de diversos outros colecionáveis e desafios. Grow Up foi lançado em agosto de 2016 e é a sequência direta de Grow Home, indie produzido pela Ubisoft e lançado em fevereiro de 2015.

Um novo planeta para B.U.D.

Novamente, você assume o controle de B.U.D., o robô com o andar desajeitado e atrapalhado. Com ele, você deverá explorar um planeta com diversos biomas e áreas diferentes enquanto busca as peças da nave M.O.M. Se você não jogou Grow Home, recomendo que o faça antes de tocar em Grow Up, pois o jogo apenas traz uma breve introdução aos controles de B.U.D. Duas habilidades novas – e extremamente úteis – são apresentadas a você logo no início: um freio para reduzir a velocidade das quedas e evitar mortes desnecessárias e uma espécie de asa-delta que permite que você plane de acordo com o vento e assim possa alcançar outras ilhas com facilidade.

Diferente de Grow Home, não existe apenas uma grande Star-Plant no cenário, mas diversas pequenas outras plantas espalhadas ao redor do planeta, o que confere uma liberdade de exploração muito maior, deixando que você defina o melhor caminho a seguir atrás da próxima peça.

Desafios e colecionáveis

Grow UP Skins

Uma outra adição para Grow Up é a presença de desafios espalhados pelo mapa. O objetivo da maioria deles é realizar uma corrida contra o tempo, onde você deverá passar por diversos checkpoints usando as habilidades da melhor maneira possível. A recompensa para esses desafios são novas skins que concedem habilidades para o personagem. A skin de gênio, por exemplo, te faz flutuar livremente pelo mapa, enquanto a skin de gato melhora as habilidades de pulo. A dificuldade dos desafios é muito maior que o objetivo principal do jogo, então você poderá perder diversas horas para conseguir liberar todas as roupas.

A habilidade de escanear e replicar flores também está presente em Grow Up, mas desta vez ela se mostra muito mais útil que em seu predecessor. Eu mesmo tive que recorrer a flores que aumentam a capacidade de pulo ou criam uma bolha que leva B.U.D. para cima para, assim, poder alcançar algumas plataformas que a Star-Plant não chegava. O número de flores a ser descobertas aumentou drasticamente, pois cada bioma possui diversos tipos diferentes de espécies para explorar.

Controles difíceis e física confusa

Assim como no primeiro jogo, os controles não parecem ajudar no controle de B.U.D. Cada um dos braços é controlado por um dos gatilhos de seu controle, e as escaladas muito longas se tornam chatas e repetitivas. Até se acostumar com a física do jogo, você, muitas vezes, cairá por algum erro simples ou por não ter calculado direito a distância de um salto, tendo que escalar ou saltar novamente até chegar no ponto onde você estava antes do erro. No entanto, depois de algumas horas de jogo e um pouco de frustração, você se acostuma com o modo que B.U.D. anda, salta e escala e os erros passam a ser mais raros.

Conclusão

Com uma média de 6 horas de duração e sem adicionar muitas mecânicas, Grow Up é um sucessor interessante de Grow Home. A grande novidade está nos desafios, que requerem uma dedicação adicional do jogador para liberar novas skins e habilidades. A curva de aprendizado pode ser um pouco acentuada se você não jogou o primeiro jogo, pois a ausência de tutoriais indica que o jogo presume que o jogador está familiarizado com a série.

Grow Up
Liberdade para decidir o melhor rumo para o jogoDesafios e roupas trazem uma nova camada para o jogo
Ausência de tutoriais deixam a curva de aprendizado muito complexaControles difíceis
6.5Valor Total
Votação do Leitor 0 Votos
0.0