O PlayStation VR foi lançado no dia 13 de outubro de 2016 e, coincidentemente, eu tinha uma viagem a trabalho planejada para os EUA no dia 25 do mesmo mês. Logo, resolvi que seria um early adopter desse brinquedinho e entraria de cabeça na tal da Realidade Virtual. Na parte 3 da série, farei uma análise do Eagle Flight, um jogo publicado pela Ubisoft que foi lançado no dia 08 de novembro pelo preço de US$ 19,90

Voar, voar, subir, subir

Como o próprio nome já diz, em Eagle Flight você assume o controle de uma águia e terá que voar pelas mais diversas paisagens. Apesar da velocidade dos movimentos, eu não tive problema de náusea com esse jogo. O controle principal é o headset, que você utiliza para direcionar sua águia e, se quiser fazer curvas, basta inclinar a cabeça para o lado que deseja virar. Há também o uso do Dualshock 4, para controlar a velocidade da águia ou utilizar um grito sônico para enfrentar outras aves.

Após um simples tutorial explicando os controles básicos, você verá como é gostoso voar e apreciar as paisagens desse belo jogo,

eagle-flight-6

Entre árvores e construções

A melhor coisa desse jogo é a sensação de liberdade que apenas a imersão do VR pode te proporcionar. Voar pela bela Paris abandonada e tomada pela vegetação é simplesmente maravilhoso. O cenário é construído de uma maneira artística e a mistura das cores das construções com o verde das árvores aumenta ainda mais a harmonia e serenidade do ambiente. Seja em altíssima velocidade através dos túneis de vento ou bem devagar para apreciar a vista da cidade, o jogo possui uma beleza única.

Há um modo de campanha que possui aproximadamente 5 horas e uma parte da cidade é liberada para ser explorada de cada vez, assim você irá conhecer muito bem uma região antes de passar para a próxima. As missões são uma mistura de corridas, onde você deverá passar pelos anéis que indicam o caminho, coletar itens espalhados pelo cenário ou até mesmo pegar peixes, voando bem perto da água. Existem também missões onde o principal objetivo é derrotar outras aves e você terá que virar e mirar com precisão para acertá-las com a rajada sônica e isso pode ser bem cansativo.

Voando com uma bela música

A integração do PlayStation com o Spotify te permite escolher a trilha sonora que encaixe melhor ao seu estilo enquanto você explora a bela Paris, mas eu recomendo que você aprecie essa incrível trilha sonora composta pelo mestre Inon Zur (Fallout 3, Fallout 4 e Fantasia: Music Evolved). As músicas possuem um toque tribal que representa bem a sensação da cidade tomada pela vida selvagem.

Eagle Flight é uma das experiências mais gostosas que já tive no PlayStation VR até agora, voar parece natural e não causa enjoo algum. O preço do jogo também é um atrativo, pois ele possui diversos coletáveis e desafios bem interessantes. Se você comprou se PlayStation VR recentemente, essa é uma compra certa.