Análise – Dissidia Final Fantasy NT

Lançado originalmente em Novembro de 2015 para os arcades japoneses e só agora em 30 de Janeiro para PlayStation 4, Dissidia Final Fantasy NT é um jogo de luta estilo arena de 3 vs 3. A diferença dele para um Marvel vs. Capcom é que em Dissida os três personagens estão no campo ao mesmo tempo.

Apesar de ter obtido um sucesso relativamente grande nos arcades japoneses, Dissidia Final Fantasy NT não conseguiu trazer tudo o que havia de interessante no jogo, tornando-o uma opção bem questionável para qualquer um que não esteja atrás apenas de um bom fan service.

Desenvolvido pela Team Ninja, mesmo estúdio por trás da franquia Dead or Alive, Dissidia Final Fantasy NT traz um sistema de combate mais robusto do que seus antecessores. Com ataques com diferentes propriedades e com um maior foco em movimentação e espaçamento.

Enquanto isso soa interessante na teoria, o fato do jogo ter se tornado 3 vs. 3 faz com que toda essa evolução de gameplay que a Team Ninja tentou implementar fique de pano de fundo para partidas em que você as vezes não tem a menor ideia do que está acontecendo graças a tantas luzes e ataques vindo de diversas direções.

Também há a opção de se jogar partidas 1v1 e 2v2! Isso foi uma das coisas que mais me animaram antes de eu por minhas mãos em Dissidia NT, entretanto, assim que entrei no jogo reparei que essa opção existe apenas para as batalhas off-line contra a inteligência artificial e não online contra outros jogadores. Algo que poderia ser implementado rapidamente pela Square Enix e que melhoraria a experiência geral das partidas de muitos usuários, afinal, mais opções nunca é ruim.

História?

Dissidia Final Fantasy NT também traz um modo história, mais uma oportunidade perdida que o jogo teve de prender os seus jogadores não tão fãs de Final Fantasy.

O modo história consiste em diversas cutscenes com algumas poucas lutas entre elas. Em vez de fazer uma abordagem mais épica como outros jogos de luta fazem, como Injustice 2 e Tekken 7, com batalhas épicas e uma narrativa interessante, Dissidia NT apenas nos joga diversas cenas. Isso, claro, só depois de você coletar “Memoria” jogando partidas em outros modos para assistir cada segmento da história. Em outras palavras, você não pode jogar o modo história assim que pega o jogo.

O jogo traz um sistema monetário de gil, que surpreendentemente não está vinculado a nenhum método de microtransações, ou seja, só é possível adquirir essa moeda do jogo ao realmente joga-lo, e não com seu cartão de crédito. Apesar do jogo ter pouquíssimos modos, se você tiver paciência para jogar sempre basicamente a mesma coisa, há bastante opções de itens cosméticos para desbloquear.

Há um total de 28 personagens jogáveis, entre heróis e vilões dos mais diversos jogos da franquia Final Fantasy, além de sete invocações para selecionar antes do início de uma partida. Cada personagem traz seus ataques característicos dos seus jogos de origem, assim como as invocações.

Uma boa homenagem aos fãs da série

Dissidia Final Fantasy NT é digno da série Final Fantasy quando se trata do capricho de seus cenários e no design dos personagens. O visual do jogo merece ser destacado pelo incrível trabalho colocado em cada ataque e em cada personagem. Para tornar os ataques o mais fiel possível aos originais do fantástico de Final Fantasy, a grande maioria deles produz vários efeitos especiais, como explosões e raios. Isso é bem legal quando os analisamos um por um, mas quando estamos em uma partida 3v3, meu amigo… As vezes é uma poluição visual de deixar Marvel vs Capcom 3 com inveja.

Dissidia Final Fantasy NT não é um jogo de luta com a profundidade de jogos mais tradicionais como Street Fighter, Mortal Kombat e Tekken, mas nem por isso ele deixa de ser divertido. O jogo tenta se levar a sério mostrando diversas mecânicas diferentes graças a bagagem que a Team Ninja traz, mas no fim do dia o jogo se torna apenas aquele jogo divertido para se jogar algumas poucas partidas depois de um dia de trabalho.

Com um grande acervo de personagens da franquia Final Fantasy e um imenso apelo ao fan service, motivo que deverá manter o jogo vivo por mais algum tempo, Dissidia Final Fantasy NT é um prato cheio para os fãs, mas nem de longe entrega o suficiente para manter qualquer pessoa que esteja atrás de algo um pouco mais sofisticado.

Análise: Dissidia Final Fantasy NT
6.5Valor Total
Votação do Leitor 1 Voto
8.5