Parece que os grandes players do mercado estão realmente interessados no streaming de jogos. O site USgamer noticiou que a Walmart, uma das maiores redes varejistas do mundo, está considerando entrar nessa briga on-demand.  

De acordo com o site, a rede está conversando com desenvolvedores e editores do mercado de games, desde o início do ano, sobre um serviço de streaming de jogos. As negociações continuaram na Game Developers Conference, em São Francisco, essa semana.  

A empresa ainda não deixou claro qual seria o modelo de negócio que o novo serviço de streaming usaria e nem quando pretende lançá-lo, porém, essa modalidade não é uma novidade dentro da Walmart.  

A rede é proprietária do Vudu, um serviço de streaming de vídeo on-demand (ou por download), que disponibiliza programas de TV e filmes para comprar, alugar ou assistir gratuitamente com intervalos publicitários.  

Essa semana, o mercado e os jogadores se agitaram com a notícia da chegada do Stadia, serviço de streaming de jogos da Google, mas esse não é um mercado tão novo assim, pelo menos, não em tentativas.  

Há cerca de uma década, essa jornada teve início com startups como OnLive e Gaikai e vem ganhando força ao longo dos anos. A Gaikai foi adquirida pela Sony e tem sua própria versão do serviço de streaming, o Playstation Now, em funcionamento há cerca de 5 anos.  

Além disso, a Eletronic Arts, MicrosoftVerizon e a já citada Google também já demostraram suas intensões e planos para o lançamento desse serviço e o mercado de startups continua apostando nisso com a HatchPlayKey e abordagens semelhantes feitas pela Jump e Utomik.  

O que nos resta é esperar e ver como esse serviço chegará por aqui.